17°C 33°C
Ribas do Rio Pardo, MS

Ao IBGE, Hashioka pede aprimoramento de dados relacionados à Comunidade Japonesa em MS

Nesta terça-feira (7/5), o deputado estadual Roberto Hashioka visitou o Superintendente Estadual do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estat...

08/05/2024 às 09h41
Por: Prorio FM Fonte: Assembleia Legislativa - MS
Compartilhe:
Deputado Roberto Hashioka visita IBGE com associações Nipo, Okinawa e de Baseball de Campo Grande
Deputado Roberto Hashioka visita IBGE com associações Nipo, Okinawa e de Baseball de Campo Grande

Nesta terça-feira (7/5), o deputado estadual Roberto Hashioka visitou o Superintendente Estadual do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Mário Alexandre de Pinna Frazeto, juntamente com as associações Nipo, Okinawa e de Baseball, com o objetivo de reunir e aprimorar dados relacionados à população de imigrantes japoneses em Mato Grosso do Sul - terceira maior colônia de japoneses no Brasil e a segunda de okinawanos. 

Durante a reunião, Hashioka destacou as relações histórico-culturais e comerciais entre Mato Grosso do Sul e Japão e as contribuições dadas pelos japoneses e descendentes no processo de desenvolvimento do Estado. “Tenho colocado o meu mandato à disposição dessa comunidade, que é uma das maiores do país e tem grande presença no desenvolvimento de MS. Por meio do IBGE, queremos ter acesso e aprimorar os dados já existentes, visando o fortalecimento das relações já estabelecidas e futuras, e de maneira especial, para um levantamento histórico-cultural. Com este diálogo entre instituições, queremos encontrar maneiras de fazer isso de forma eficiente”, reforçou.

“Inicialmente, foi sugerida a ideia de fazermos um cadastro, porque queremos descobrir todas as comunidades presentes em MS. Então, seria um trabalho no sentido de quantificar e qualificar, também, as etnias presentes. A maior comunidade, por exemplo, está em Campo Grande. Em seguida, vem a Grande Dourados. Depois, Nova Andradina e Naviraí. Então, pensamos em uma parceria com o IBGE para conseguirmos viabilizar esse projeto com base em dados e fontes confiáveis”, afirma o deputado estadual.

O superintendente Frazeto, na ocasião, ressaltou que trata-se de um importante trabalho de identificação. “A comunidade japonesa em Mato Grosso do Sul é muito importante para a cultura do nosso Estado. Os dados que disponibilizamos, no momento, dizem respeito à quantificação por cidades, mas podemos estudar um aperfeiçoamento, até mesmo junto a outros órgãos, como é o caso do Ministério da Cultura”, ressaltou.

Em nome das organizações, estiveram presentes, pela Associação Nipo, a presidente Maria Leny Adania de Sylos; o vice-presidente Cultural, Esportivo e Social, Claudio Sussumu Oikawa; o vice-presidente Educacional, Jorge Gonda; o vice-presidente Administrativo, Nilson Tamotsu Aguena; e o vice-presidente Patrimonial, Helvio Higa. Representando a Associação Okinawa de Campo Grande, o vice-presidente Nelson Hokama. E representando a Associação Campo-Grandense de Baseball, o presidente Octacílio Sakai Júnior - Toshio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários